roar-aar
Eu amo quando você cuida de mim, quando você me abraca e sussurra baixinho que tudo vai ficar bem outra vez, porque não há ninguém no mundo que me faça sentir segura como você faz. Fica nítido que você acha que eu sou um neném, e pra você eu sou, me faço de um pra você não soltar minha mão, e quando você me olha e prova que não vai a lugar nenhum sem mim eu me apaixono por você, de novo, duas, dez, mil vezes num dia só.